Frentes de atuação dos programas e projetos de Extensão

1. Popularização da Ciência: através da realização de atividades de divulgação científica para o público não acadêmico através de ações como o projeto de realização de palestras em parceria com o Museu Mario Tolentino da Prefeitura de São Carlos e por meio de eventos como o "Pint of Science", o "Arduino Day", a “Hora do Código”, “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia”.

2. Integração Cultural: ações realizadas em conjunto com a Comissão de Relações Internacionais, integrando estudantes brasileiros que participaram de intercâmbio com os alunos estrangeiros que estão realizando intercâmbio no Brasil.

3. Inclusão Social: realização de cursos de extensão para a comunidade com assuntos livres e de interesse em geral, como os cursos de smartphone e informática para a terceira idade, cursos de fotografia, Excel, programação e o cursinho popular por meio do Projeto Aprender.

 

Projetos de Extensão

Ação Comunitária: Desde 2004 o ICMC participa da ação comunitária no Bairro Cidade Aracy com a participação de alunos, funcionários e professores. Além de auxiliar no atendimento, o ICMC monta a estrutura necessária para as atividades.  São preenchidos cadastros para solicitação de RG (primeira via para menores de idade) com apoio do Poupatempo; orientação na confecção de currículos; além de outros atendimentos relacionados com computação. A Ação Comunitária é realizada no CAIC (E.M.E.B. Afonso Fioca Vitalli) do bairro Cidade Aracy, em São Carlos e é promovido pela ONG Espaço Cidadão. (Coordenação: ICMC).

Alfabetização de funcionários terceirizados: Projeto Social vinculado ao ICMC Júnior que promove a alfabetização dos funcionários terceirizados alocados nas diversas unidades do Campus da USP em São Carlos. (Coordenação: ICMC Júnior).

Incentivo às Atividades de Extensão: O programa, lançado em 2014, teve como objetivo identificar e reforçar as ações de extensão realizadas no Instituto. Foram contemplados os seguintes projetos: Eco dos Números - Módulo Introdutório em Estatística (Francisco Louzada Neto); Projeto e desenvolvimento de uma armadilha inteligente para insetos com o objetivo demonstrar seu funcionamento para imprensa e público (Gustavo Enrique de Almeida Prado Alves Batista); PAC: Plataforma de Avaliação Computadorizada (Mariana Curi); Recurso Educacional Aberto para o ensino de hierarquia de memória (Paulo Sergio Lopes de Souza); Material Educacional visando à sistematização de intervenções em Educação Matemática realizadas junto a Empreendimentos em Economia Solidária (Renata Cristina Geromel Meneghetti); Desenvolvimento de atividades educacionais em matemática com inserção de robôs (Roseli Aparecida Francelin Romero).

Inclusão.com: O projeto começou em 2004, através de uma parceria entra empresas juniores da USP e UFSCar. Atualmente o projeto conta com cerca de 40 voluntários, que estão trabalhando dando aulas para as crianças da Escola Estadual Bento da Silva Cesar, reformulando e atualizando as apostilas usadas em classe, procurando novas escolas que necessitem de um trabalho de inclusão digital, dentre outras atividades. O objetivo do projeto é a inclusão digital das comunidades carentes da cidade de São Carlos e a propagação do trabalho voluntário. Este projeto conta com o apoio da Comissão de Cultura e Extensão do ICMC-USP. (Coordenação: ICMC Júnior).

Memória VirtualSistema web para catalogação e disseminação de informações sobre acervos históricos. Utiliza o PDI (Padrão de Descrição de Informação) para catalogação integrada de materiais bibliográficos, documentos de arquivo, objetos de museu, bens arquitetônicos, bens naturais e bens imateriais. É baseado no Padrão de Descrição de Informação para realizar o catálogo de bens patrimoniais. (Coordenação: Profa. Elisa Yumi Nakagawa).

Olimpíadas Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP): É uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA - e tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área. (Coordenação: Profa. Ires Dias).

Projeto Aprender: O Projeto Aprender foi criado em 2012 como um preparatório para provas de admissão em escolas técnicas, voltado para jovens do 9º ano e 1º ano do Ensino Médio. No fim de 2013 surgiu a proposta de fazer um preparatório para Olimpíadas de Matemática, e em específico para a OBMEP, voltado para jovens do Ensino Médio, devido a uma série de oportunidades que os alunos teriam ao se destacar nestas Olimpíadas. (Coordenação: Rotaract Club de São Carlos – Bandeirantes).

Programa de Gestão Socioambiental do ICMC: Visa promover os princípios de sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável em suas diversas dimensões, o uso racional dos recursos e a segurança ambiental no ICMC e na USP e difundir essa perspectiva no município e região.

Sessão ANIMaldita: Consiste na apresentação de animes, os tradicionais desenhos japoneses. O nome ANIMaldita, é uma referência a antiga Sessão Maldita, que na década de 1980 era realizada em um dos cinemas de São Carlos, sempre à meia-noite com apresentação de filmes fora do circuito comercial. A novidade é que na Sessão ANIMaldita todos os participantes podem levar seus títulos, desde que não tenham direito de exploração em território nacional. O projeto cultural conta com um vasto repositório de títulos, que serão escolhidos no início de cada sessão mediante votação entre os participantes. As sessões são gratuitas e abertas a todos os interessados. (Coordenação:Prof. Mário Alexandre Gazziro em 2013 e Prof. Pablo Martin Rodriguez em 2014).

 

 

 

 

 

 

 

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2018 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação