manualcalouro1 Notícias
Data da publicação: 10/02/2017

Site orienta os novos estudantes sobre serviços e informações importantes para sua vivência na Universidade

 

Nas próximas semanas, mais de 10 mil novos estudantes passam a fazer parte da comunidade USP. Mesmo para aqueles que já conhecem a Universidade, o início pode ser difícil: são vários os procedimentos que envolvem a vida acadêmica, desde a matrícula até a definição das disciplinas, a inscrição em bolsas e benefícios, o acesso a serviços de saúde e transporte, entre outras demandas importantes relacionadas à rotina do aluno.

 Para dar as boas-vindas aos ingressantes e ajudá-los nesse período de adaptação à nova rotina, a USP organiza todo ano o Manual do Calouro, um guia com as principais informações para quem está chegando à Universidade. A iniciativa é coordenada pela Pró-Reitoria de Graduação em parceria com a Superintendência de Comunicação Social (SCS).
 
O manual se tornou on-line em 2016, com a proposta de facilitar seu acesso e tornar a divulgação mais dinâmica. Em 2017, além da inclusão e atualização de dados e serviços que a instituição oferece, o Manual do Calouro traz uma linguagem completamente nova, mais jovem e clara, e com um layout que simplifica o acesso às informações.
 
A produção do Manual do Calouro 2017 contou com a participação dos próprios alunos da USP, estagiários da SCS, que criaram os ícones e ilustrações e ajudaram a planejar a organização do material. Voltado aos ingressantes da Universidade, o site dá destaque aos aplicativos para celular úteis ao dia a dia do aluno e aos principais serviços de que ele precisará durante sua graduação.
 
Direitos humanos – Uma das novidades no Manual do Calouro 2017 é uma seção destinada a informar os estudantes sobre a questão dos direitos humanos na USP, que envolve casos de assédio, violência e discriminação. Além de uma comissão para tratar do tema, a Universidade tem programas como o USP Mulheres, criado para enfrentar o machismo e a violência contra a mulher e desenvolver projetos para promover a igualdade de gênero.
 
Outra iniciativa divulgada nesta seção é o USP Diversidade, programa que tem como um dos principais compromissos implantar medidas preventivas contra a discriminação, abuso e violência na Semana de Recepção aos Calouros. Desde 2000 a Universidade mantém o Disque-Trote, disponível pelo telefone 0800-0121090, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e pelo chat. No ano passado, o serviço recebeu mais de 400 contatos – a maioria, no entanto, para solicitar informações sobre a Universidade. Foram recebidas apenas quatro denúncias, o menor número desde a criação do serviço. As reclamações foram sobre consumo de bebidas alcoólicas e atividades consideradas abusivas, como raspar o cabelo, sujar roupas e pintar o corpo.
 
A iniciativa surgiu com a proibição do trote na USP, em 1999, a partir de uma portaria instituindo que todas as manifestações de recepção aos ingressantes deveriam estar integradas à Semana de Recepção aos Calouros, um período em que as aulas regulares são substituídas por palestras, oficinas, conversas com os egressos, campanhas educativas e ações sociais.
 
Institucionalizada na USP em 1998, a Semana de Recepção aos Calouros é organizada pelas Comissões de Graduação das unidades, por seus Centros Acadêmicos e Atléticas, com o objetivo de promover a integração entre os novos alunos e os veteranos, e para transmitir os valores cultivados pela Universidade: humanismo, excelência, universalismo e solidariedade.
 

Texto: Jornal da USP, com informações da Assessoria de Imprensa da USP

 

Atenção:

Confira a programação da Semana de Recepção aos calouros do ICMC, que acontecerá de 6 a 10 de março: icmc.usp.br/e/67622.

Confirme presença no evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1536537876370919/

 

Mais informações
Manual do Calouro: www.usp.br/manualdocalouro/
Seção de Graduação do ICMC: (16) 3373.9639

CONECTE-SE COM A GENTE
 

© 2017 Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação